Consciência negra

O dia da Consciência Negra é para ser comemorado sim, pelas conquistas alcançadas por este povo que tanto sofreu, mas é principalmente um dia para refletirmos sobre a nossa função como membros cidadãos de uma sociedade que reproduz o racismo diariamente.

Mas e você, o que vem fazendo para minimizar os danos que o racismo enraizado no povo brasileiro causa?

O movimento negro surgiu no Brasil durante o período da escravidão, sendo que os negros escravos se uniram para buscar formas de resistência para defender-se das violências e injustiças praticadas por seus senhorios (proprietários).

Ao longo dos anos, o movimento negro se fortaleceu e foi responsável por diversas conquistas desta comunidade, que por séculos foi injustiçada e cujos reflexos das políticas escravocratas ainda são visíveis na sociedade atual, a saber:

Consciência negra

As reivindicações que ocorrem hoje no movimento negro estão ligadas diretamente na compensação por todos os anos de trabalho forçado, preconceito e a falta de inclusão social por todo período; a falta de políticas públicas destinadas a maior presença do negro no mercado de trabalho e nos campos educacionais.

Infelizmente no Brasil, mesmo sendo um país que possui tanta diversidade cultural e étnica, o racismo ainda persiste na cultura brasileira e a confusão entre ele e a injúria racial é enorme!

 Você sabe quais as diferenças entre ambos os conceitos?

 

INJÚRIA RACIAL RACISMO
É uma ofensa feita à determinada pessoa com referencia a sua raça, etnia, cor, religião ou origem. Ação de discriminar todo um grupo social, por causa de sua raça, etnia, cor, religião ou origem.
A ofensa é referida diretamente a um indivíduo de cor ou etnia diferente.

Ex.: Fulano xinga Ciclano de Macaco.

A ação discriminatória se aplica a todo grupo social.

Ex.: impedir negros de acessar determinados lugares.

Atinge a honra Atinge a dignidade humana
Depende de representação Independe de representação, a ação pode ser movida pelo Ministério Público.
Cabe fiança É crime inafiançável
Prescreve em 8 anos. Não prescreve
Além da seara criminal, pode-se dar início a uma ação cível, requerendo indenização.  

 

Fique atento! Se você sofre ou já sofreu algum tipo de preconceito, diante de qualquer prejuízo e/ou ilegalidade, procure orientação junto ao seu advogado de confiança, pois todo cidadão tem o direito de socorrer-se do Poder Judiciário para fazer valer os seus direitos, o que por vezes parece ser algo inatingível!

Saiba que nós da MORELLI & D’AVILA estamos sempre na luta contra as diversidades/preconceitos, vanguarda pela justiça e busca por um mundo mais igualitário. Temos um time de especialistas para tratar destas questões jurídicas e de tantas outras que você necessitar e, se desejar, entre em contato direto conosco por WhatsApp: http://bit.ly/morellidavilawhatsapp e marque uma consulta!

 

Júlia Morelli d´Avila
OAB/SP 222.858-E

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *